O que estamos fazendo com os nossos adolescentes?

Imersos e alienados em um modo de viver sem crítica, estamos corrompendo a inocência dos nossos adolescentes e condenando uma geração?